domingo, 27 de junho de 2010

Imprensa covarde


Atualmente o técnico da seleção tem sido bombardeado pela imprensa, principalmente pela Rede Globo. Isso porque Dunga não teria dado uma entrevista exclusiva para a Fátima Bernardes e posteriormente, como gota d'água deste clima tenso, tenha agredido verbalmente um dos âncoras da emissora em uma coletiva.

É uma atuação covarde, pois o canal de televisão tem um espaço desproporcionalmente maior para expor seu lado na rixa que se instaurou. Ao longo do dia, são vários ataques ao técnico, seja por meio de indiretas, seja por meio de editoriais com mira laser. Tadeu Schmidt, que já tinha queimado seu filme narrando as peripércias de M. Remy, o comediante mais sem graça do mundo, fez um editorial, pendurado no saco da Globo, desaprovando a atitude de Dunga. Depois, a programação da emissora se tornou uma lição de como dar indiretas. Até durante a corrida de Fórmula 1 REginaldo Leme começou com uma indireta elogiando a postura e bom humor de Maradona em suas coletivas. Em seguida o escroto do Galvão Bueno disse que bom humor e educação são essenciais para quem ocupa um cargo de destaque, como se o ilustre morador de Monaco fosse um cara fino, como se nunca distratasse os colegas de trabalho e etc. Não que eu goste muito do Dunga, mas nesta guerra fico do lado dele. Pois, os repórteres que o atacam, não passam de uns cagões, como ele mesmo disse.

Se a imprensa presa tanto a liberdade de expressão, então tem quer respeitar a liberdade de cada um desprezá-la e mandar tomar naquele lugar. Se eles querem criticar o trabalho do técnico, que aceitem que seu trabalho seja criticado. Afinal, é só alguém criticar um trabalho cocozento da imprensa que eles apelam pra liberdade de expressão, falam de ditadura e dizem que estão sendo censurados.

Estou do lado de Dunga e de todos aqueles que estão mandando Galvão e Tadeu Schmidt calar a boca. Sorte mesmo teve o repórter cagão que levou o créu de Dunga, mas que tem seu nome pouco mencionado por aí. Aliás, eu nem mesmo gostava de Dunga na época em que ele atuava como jogador... mas quem mais aí já levantou a taça, hein? Tadeu? Galvão? Fátima?

Um comentário:

  1. Imprensa (globo) se mete demais...parece q não conhece limite...tosca

    ResponderExcluir